WEC

Acústica subaquática

Para alguns animais marinhos o sistema auditivo é o principal mecanismo de interação com o meio, sendo utilizado, por exemplo, na comunicação, na busca de presas e na navegação. O ruído resultante de diversas atividades antropogénicas pode afetar a vida marinha de diversas formas e é por isso que este parâmetro é normalmente considerado relevante na avaliação de impactes ambientais de projetos de energias renováveis marinhas.

A equipa de Ambiente tem acumulado experiência na monitorização acústica de ruído ambiente e ruído antropogénico, em particular, das tecnologias de energia das ondas, através da aquisição de dados in situ. O processamento e análise dos dados são feitos de forma a estimar níveis de som e zonas de impacto. As gravações de som são realizadas com hidrofones de funcionamento autónomo, os quais permitem gravações contínuas por longos períodos de tempo num intervalo de frequências até 50 kHz, abarcando assim as frequências resultantes de atividades antropogénicas.

No âmbito da execução de programas de monitorização acústica, a equipa liderou o projecto WEAM (Wave Energy Acoustic Monitoring) e esteve envolvido nos projectos SURGE (Waveroller technology development in Peniche), Waveport e WindFloat como responsável pelos programas de monitorização acústica.